sexta-feira, dezembro 10, 2004

Minha mãe que não é besta já dizia: ninguém morre de amor - o que mata é raiva e preocupação. E eu que tenho um jeito estranho de ficar preocupado, passo o dia até com uma aparente tranqüilidade, mas quando durmo... aí é que o bicho pega.
Eu, por exemplo, só descobri que tava preocupado com o vestibular essa semana, quando passei uma noite inteira sonhando que tinha um bloqueio e não conseguia fazer a redação, no primeiro dia de provas. Passei então a noite nessa agonia, vendo o tempo passar, o momento em que as provas seriam recolhidas chegar e nada de conseguir produzir uma linha sequer.
Isso acontecer não é novidade, uma vez que há tempos já sei que tenho uma coisa chamada subconsciente bastante desenvolvida, de modo que tudo o que não somatizo – o que é comum, no meu caso – fica sendo remoído sem que eu mesmo note.
O cúmulo, no entanto, foi hoje de manhã passar o tempo todo sonhando com aberturas de contas, clientes, gravatas. E eu que ri quando me disseram que nos primeiros dias de trabalho era comum se apavorar com o excesso de informações, a ponto de sonhar com o banco... E eu que ri, achando que era besteira... Só pode ser praga de chefe, isso – porque praga de chefe pega!
Mas enfim: isso explica minha pouca disposição para escrever aqui. Minha semana tem estado insuportavelmente voltada para a produtividade e o pragmatismo. Por outro lado, meus dias de folga – leia-se fins-de-semana e feriados – têm sido bem improdutivos, pois talvez pelos motivos citados acima, eu tenho estado levemente vulnerável aos efeitos do lazer despreocupado. Resultado: as noites de sexta, sábado e pré-feriados estão consagradas ao desbunde total e à filosofia de vida do original olinda style (o tal do “pode me chamar que eu vou...”) e os dias subseqüentes, por sua vez, estão consagrados ao mais deprimente malefício do álcool e do fumo: a ressaca!

5 comentários:

patsy disse...

huahauhauahu adorei o "filosofia de vida do original olinda style" :P e bem q eu queria estar assim viu, mas além do vestibular, tem a tal viagem pro Canadá que anda me tirando o sono ¬¬ ...viiixe que mundo burocrático! num aguento mais pensar nesse vestibular e nessa viagem! mas se tudo der certo, segunda-feira me livro de ambos!!..pois como tu mesmo disse semana passada: só presta assim, adrenalina em alta :P hauahuahahua

e se eu não falar contigo até amanhã, muito boa prova viu!!!! :D

não se preocupe, vc vai conseguir fazer a redação :)) a gente sempre consegue..pelo menos até bater o pânico do último momento :P hauhauhaua

bjão!!!

fabio disse...

Poxa, Patsy... Lembre que essa burocracia é por uma ótima causa, né? hehehhehee. No fim vai valer a pena... Quanto ao vestibular: para o bem ou para o mal, amanhã ele se resolve para todos nós, feras... :p
Valeu aí pelo apoio e bota pra fuder amanhã na prova, viu? Tô torcendo pra aquele seu amigo lá ganhar o carro... hehehheehhee

Anônimo disse...

Ballooon!
Se preocupa não que eu torci pra vc não ter esta travada, este bloqueio na redação. E eu sei que aquela-escritora-que-vc-sabe-qual vai baixar sim no seu subconsciente e vc vai deixar a pessoa da banca que corrigirá sua redação de queixo caído ;P
E quanto ao banco... Ahuahauahau.
:*

fabio disse...

"Aquela-escritora-que-vc-sabe-qual" é foda... hauhauahuaa. Ó, tu lembra que eu tava imprestável no dia lá do "Olinda arte em toda parte", né? Então.. .Achei melhor avisar ao povo que isso tá acontecendo com frequência, pra ninguém me chamar de antipático quando na verdade eu tô morrendo de ressaca (né, Ceci?).
Bjo

Anônimo disse...

Oxe, ressaca??? O que é isso?
:P