sábado, maio 27, 2006

essa incansável lavoura do quase-domingo...

“sentindo duas mãos enormes debaixo dos meus passos, me recolhi na casa velha da fazenda, fiz dela o meu refúgio, o esconderijo lúdico da minha insônia e suas dores, tranquei ali, entre as páginas de um missal, minha libido mais escura...”


“o tempo, o tempo, esse algoz às vezes suave, às vezes mais terrível, demônio absoluto conferindo qualidade a todas as coisas, é ele ainda hoje e sempre quem decide e por isso a quem me curvo cheio de medo e erguido em suspense me perguntando qual o momento, o momento preciso da transposição? que instante, que instante terrível é esse que marca o salto? que massa de vento, que fundo de espaço concorrem para levar ao limite? o limite em que as coisas já desprovidas de vibração deixam de ser simplesmente vida na corrente do dia-a-dia para ser vida nos subterrâneos da memória...”

4 comentários:

amanda disse...

bifao! bifao! bifao!

ei, a pessoa pode vir aqui no teu canto, assim.... meio que tapeando...lálálá...tchururu... so pra deixar bj?:*

eh que tas tao quietinho,tao caladinho... ta triste? ta sem graça? ta mofadin? ta com fome? :p

saudade de tu e saudade das tuas coisas

beijo ,mô fiu. beijo de novo, Fabio Alla(i)n Delon

:*:*

fabio disse...

saudade de tu tb, shushu.
nem te dar susto mais eu posso, né? hauhauhauhua.
que maldade desse povo, impedindo tua entrada na biblioteca! hunf.
to um pouco disso tudo que tu falou, viu? mas o sumiço não é so por isso não... são tb as novas frescuras do computador, as coisas de sempre pra resolver que eu nunca resolvo, as trapalhadas que tomam ainda mais o meu tempo e me confundem todo... hauhauhauha.
e o cansaço, ahhh, o cansaço, enorme... o sono, a preguiça... hauhuahauhuahua.
mas depois eu saio da minha bolha. pode vir me visitar aqui nessa janela da casa velha da fazenda, quando quiser. será sempre uma alegria.
:************************.

Natha disse...

uiuiui!
beijo, Fabito!

fabio disse...

huahauhua. natha, mesmo que tu nao assinasse eu reconheceria teus "comentarios". trocasse os três pontinhos dessa vez, foi? :P
bjo.