terça-feira, fevereiro 10, 2009

minha vida sem computador

Nas lições de administração a gente aprende (ou melhor, é obrigado a ouvir) alguns truques empresariais, repetidos à exaustão por professores que fazem de conta que isso é um segredo capaz de fazer toda a diferença em qualquer negócio. Um case famoso diz que as cadeiras das redes de fast food são propositalmente desconfortáveis. Com isso, garante-se a alta rotatividade, impedindo que adolescentes-ratos-de-shopping permaneçam nas dependências do estabelecimento batendo papo, sem consumir.

Daí fico me perguntando quem foi o primeiro iluminado que decidiu transferir esse princípio para as lan houses. Sim, porque com o desconforto, o barulho ensurdecedor, as crianças gritando, o teclado travando, a iluminação precária e a dor de cabeça quase instantânea, é impossível que essa ambiência infernal não tenha sido propositamente planejada para atribuir um caráter fast ao uso das máquinas.

Porém, sendo a internet um recurso altamente viciante onde uma coisa leva à outra e que pagamos de acordo com o tempo de uso, fico me perguntando porque sou tão hostilizado a ponto de se tornar quase impossível escrever algo pra atualizar o blog. Já pensando em como farei pra me comunicar com o mundo quando estiver novamente fora de Recife - e sem dinheiro pra comprar um laptop - desisto de entender a lógica dos negócios informais com a internet. Mas tudo bem, eu nunca tive sensibilidade empreendedora mesmo...

Resta apenas uma pergunta: como serão as lan houses en La boca?

3 comentários:

Lewinsk disse...

E de pensar que eu ia estudar isso no mestrado. Acho que, pelas suas conclusões, não haveria objeto pior para fazer um estudo etnográfico. Graças a deus me libertei.

fabio disse...

huahauhauhauaha. tu tava era louco quando pensou em fazer isso! já tinha até esquecido desse detalhe...

Anônimo disse...

my love,
se as lan de la boca forem iguais as de juazeiro.. vc bem que podia ser empreendedor neh?! mudar, criar uma lan diferente lah!

xero

e parece q tu ta aqui.. do meu lado!