quarta-feira, março 23, 2005

A superfície macia das lembranças onde me aconchego, onde a música toca incessante, a ebriedade e o vazio de pensamentos tranqüilamente premeditados envolvem-se, quase naturais.
É isto que aqui fica.
Por ora, estarei lá, na aridez reta em que traço minhas resoluções.

2 comentários:

cakhau disse...

ô, fábio, tô até em falta com o teu blog.
mas acho esta música linda. pq eu estava a ouvindo despretenciosamente p depois descobrir o seu nome.
como estás?
e...
quando acontecerá outra festinha daquelas?

cah

fabio disse...

Oi, Cah. Po, foi coincidencia mesmo, pq acredita que, apesar de ter o cd, eu só prestei mesmo atenção no título quando fui postar no blog? Nem tinha notado... É muito boa mesmo, a música. Aliás, todas as de Secos e Molhados são muito fuderosas.
Oxe, outra festinha daquelas, pelo menos na casa de Lavinia, vai demorar um bocadinho... mas a gente pode arranjar outra casa, né não? :p
Vamos ver se a gente combina de sair qualquer dia, mesmo que não seja pra uma FESTA daquelas, pelo menos pra jogar conversa fora, né? ;)
Bjão.